Sábado, 28 de Maio de 2011

A história da Sabrinas e do Artista-mágico - 8.1

Por teimosia esperei...

Apesar de nada ter mudado haveria sempre aquela barreira. As noites continuaram a ser iguais até à véspera do dia em que ia ganhar coragem e mudar.

Essa noite foi diferente (tinha que ficar para o fim)! Apesar das mesmas horas de conversa, foi quando se ia a despedir que, como uma bela melodia num disco riscado, o mundo saltou. Nas suas últimas palavras mostrou-me um novo sorriso! Era o "meu" sorriso! De todos os seus sorrisos tinha um dedicado para mim. Nem queria acreditar (Sem querer tomar partidos, era o seu mais belo): Um sorriso aberto mas envergonhado de brilhos nos olhos e bochechas rosadas. Com ele estive perto da combinação que revelava todos os seus códigos, meias palavras e sinais... Mas mais uma vez estive perto, mas não lá.

Como poderia adormecer nessa noite? O céu seria mais uma vez a minha companhia, e nele desenhava sem parar, criando novas constelações na esperança de aparecer uma seta que me apontasse um caminho, ou então realizava simples adições e subtracções de estrelas à espera que o resultado me fizesse adormecer.

Nada funcionava.

De todas as palavras despejadas diariamente, eu só queria uma dela. Uma palavra bastava. Poderia ser pequenina e simples desde que tivesse sentido que ansiava. Pensando melhor, até me contentava com um diminutivo ou simplesmente uma letra.

Com o nascer de um novo dia tinha que mudar. Foi o dia de colocar os ditos anúncios. Não podia ser directo pois não desejo mil respostas de pessoas que não lêem nas entrelinhas. O caminho é simples e conduzido por uma espécie de jogo de "quente e frio" em que no final saberá que chegou até mim pela sensação se saber que está a chegar a casa.

Por favor, encontra-me.

(marcador sobre folha de papel A5)

publicado por artista-magico às 11:03
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Nádia a 30 de Maio de 2011 às 12:13
estive a ver alguns dos teus posts e comovem-me.

sei tão bem o que é sentires-te assim perdido e incompleto.

O teu anuncio é lindo, já agora. tenho a certeza que essa pessoa te vai encontrar...

Estive perdida, no que me pareceu anos. Fiz coisas que não me julgava capaz. Deixei de gostar de mim. Não conseguia morrer, mas também não estava a viver. Ia sobrevivendo, sem querer saber. Sem me ralar. Só queria a satisfação imediata, minutos não corpóreos, de um bicho selvagem que tinha dentro de mim, e que me tomou. Fiquei insensível, robótica. A atirar páginas e páginas de dor.

Mas no meu caminho de auto-destruição, encontrei uma mão. uma mão suave, linda, sem as garras falsas do alcool e do sexo. e eu, mesmo duvidando da minha capacidade de sentir mais alguma emoção na vida, de ter medo de nunca mais conseguir amar, agarrei-a e deixei-me levar. E essa mão salvou-me. E eu amo-a não por gratidão, mas porque sim.

a dor antiga ainda me bate de vez em quando, não pela pessoa em si, mas pela lembrança pulsante de que me pode acontecer de novo. Posso perder a pessoa que amo de um dia para o outro, e acho que não mereço isso de novo. Acho que mereço que me deixem oferecer o que tenho de bom.

Hás-de encontrar essa pessoa a quem te oferecer, David! Tenho a certeza!

Até lá, espero que vás caminhando, uns dias melhores que outros... Sei que é difícil.

beijo



De artista-magico a 2 de Junho de 2011 às 01:04
Adorei ler este teu texto. Palavras cheias de sentimentos e uma história forte.
Acho que no meu caso, esta pessoa não me vai encontrar.. por muito que quisesse! Fiz tudo o que podia.. Mas espero sinceramente que no teu o consigas agarrar e que nunca o percas pois todos deveríamos viver a nossa única vida com a pessoa que desejamos. Viver uma vida com alguém que nunca atinja o número 1, se fique sempre por uma segunda escolha é inconsolável.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.posts recentes

. Decisões

. O abraço

. Partes de si (1)

. Que seja como for..

. Não desapegar

. Distância

. "The end"?

. És MESMO música nos meus ...

. Nervoso

. És música nos meus dias

. BOM DIA!!

. Arte

. Do meu lado

. Bom dia!

. Sexta

. Ausência

. Banhos, de simples não te...

. E a esta hora...

. Sexta!

. Abraços

. Longe, mas do teu lado

. O mundo dá cada volta!

. Correr lado a lado

. Estás em todo o lado

. Eram os nossos sábados à ...

. Resposta

. Hoje é o teu dia

. Recomeço do blog?

. Última mensagem

. A história da Sabrinas e ...

. A história da Sabrinas e ...

. A história da Sabrinas e ...

. A história da Sabrinas e ...

. A história da Sabrinas e ...

. A história da Sabrinas e ...

. A história da Sabrinas e ...

. A história da Sabrinas e ...

. A história da Sabrinas e ...

. A história da Sabrinas e ...

. A história da Sabrinas e ...

.arquivos

. Setembro 2017

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

.tags

. todas as tags

.subscrever feeds